Os Cinco, de Enid Blyton (vols. I - V)

10 a 19 de janeiro de 2013




Não resisto. Não resisto a continuar a ler os livros que recebia sempre que tinha boas notas – por cada nível 5, um livro dos Famosos Cinco! Ou de outra coleção escrita por Enid Blyton J
É com MUITO orgulho e um sorriso enorme que digo que tenho todos os 21 volumes da coleção Os Cinco e que li a maior parte deles 5 ou 6 vezes cada um, tal era o amor que sentia pelas aventuras dos irmãos Júlio, David, Ana, a prima Zé e o fantástico Tim. O companheirismo entre eles, as férias inesquecíveis que passavam ou na Ilha Kirrin ou passeando em roulottes, bicicletas, a pé ou ainda os opíparos (!) lanches que comiam e que me faziam crescer água na boca!! Como é que poderia esquecer-me de tudo isto?...
Não podia e por essa razão lá me dediquei à árdua tarefa de reler toda a coleção de Os Cinco!!!

Volume I – Os Cinco e a Ilha do Tesouro
Os Cinco e a Ilha do Tesouro é o título do primeiro volume e é um dos meus preferidos. Dá-nos conta da primeira vez que os primos vão passar férias a Casal Kirrin e conhecem a Zé. A princípio a relação entre eles não é muito agradável, mas tudo muda quando Tim entra em cena e se torna o elo de ligação entre os quatro.
A partir do momento em que Zé percebe que pode confiar nos primos, “baixa a guarda” e, juntos, vão viver uma fantástica aventura na ilha Kirrin (a ilha da família da Zé e que ela reclama para si) que envolve um antigo barco afundado que volta à superfície depois de uma violenta tempestade, um mapa de um tesouro de lingotes de ouro e uns subterrâneos que ligam o castelo da ilha à costa.

Volume II – Nova aventura de Os Cinco
Neste volume encontramos os Cinco de volta a Casal Kirrin nas férias de Natal. Como quase todos eles estão atrasados nos estudos, o Tio Alberto, pai da Zé, contrata um percetor, o Sr. Roland, de quem, logo à partida, Zé e Tim não gostam mesmo nada.
Contudo, nem tudo é negativo nestas férias… Durante uma visita a uma velha casa vizinha, os cinco descobrem um painel numa parede que desliza e, por detrás dele, um pano com uma inscrição e um desenho que desencadearão um mistério e uma aventura fantásticos!


Volume III – Os cinco voltam à ilha
Outro dos meus volumes favoritos, não só pela aventura, mas também pela gruta onde eles acampam enquanto estão na ilha ( e da qual Ana trata como se fosse uma mini-casa, asseadinha e muito organizada J) e pelo cuidado que a autora colocou na construção das personagens vilãs – os Sticks, o idiota do filho, Edgar, e pelo sarnoso do seu cão, a quem Tim, sempre que pode, dá umas boas mordidelas nas orelhas J
Tal como o título indica, os inseparáveis primos e Tim regressam à ilha Kirrin para acampar por uns dias enquanto a mãe da Zé não regressa do hospital e para fugir à odiosa Sra. Stick (a cozinheira temporária em Casal Kirrin) e família. Será então na ilha que vão viver uma nova aventura que se centra no rapto de uma menina milionária.

Volume IV – Os Cinco e os Contrabandistas
Férias da Páscoa. Após uma tempestade que faz com que uma árvore caia em cima da casa dos pais da Zé e a torne inabitável, os cinco vão passar uma temporada em casa de um amigo de Júlio e David e que se situa numa zona de conhecidos contrabandistas. Aí, entre passagens secretas, desaparecimentos e personagens misteriosas, os “nossos jovens” vivem mais uma entusiasmante aventura!





Volume V – Os cinco e o circo
Desta vez, para gozarem as férias de verão, os primos e o Tim alugam umas “roulottes” e vão acampar para um lago onde também uma companhia de circo está acampada.

Logo se tornam amigos do jovem Dino, do seu chimpanzé e dos seus cãezinhos. Contudo, nem toda a gente do circo é simpática e honesta e os cinco envolvem-se numa aventura mais, na qual desmascaram os roubos praticados pelo tio de Dino e o acrobata Lou.

Sem comentários:

Enviar um comentário